Contando a história do carnaval, União de Niterói retorna à LIESV após 6 anos fora.

A escola presidida por André Mattos, animada com seu retorno à LIESV, traz de enredo a origem do que nos une, o carnaval! A agremiação está empenhada em fazer bonito e buscar o acesso tão difícil esse ano.

Vejam a sinopse escrita pelo carnavalesco da escola Walter Vandekoken.

Enredo: “O Carnaval dos Carnavais”

Sinopse:

Em meio aos tempos de pandemia e aos tristes momentos que o mundo vive, nada mais bonito que enxergar no carnaval a cura pra nossa dor! Em 2020 a União de Niterói retorna das cinzas, do mesmo modo que a alegria do povo irá renascer em suas festividades locais no próximo carnaval.

De Norte ao Sul do país desde o período colonial o Carnaval se expressa em diversas formas e ritmos. Umas das primeiras manifestações se deu no Rio de Janeiro com o Entrudo, praticado pelos escravos que saiam pelas ruas com os rostos pintados jogando bolinha de cheiro nas pessoas. A partir disso, foram surgindo as sociedades carnavalescas, cordões, ranchos e também as marchinhas e o samba que se tornou o representante musical do carnaval.

Viajando pelo Brasil, chegando na Bahia o povo baiano se carnavaliza com os Afoxés e blocos que depois se embalam no ritmo do Axé Music e do Samba-reggae que seguem atrás dos fantásticos trios elétricos. Além disso, o povo pernambucano cria também sua forma de festejar o carnaval. Em Recife o galo da madrugada anuncia o início da festa que é ditada ao ritmo do frevo e em Olinda os protagonistas da festa são os bonecos gigantes que dançam ao som do maracatu.

No norte do país, surge um Carnaval com a cara da Amazônia, é o Carnaboi. Uma grande celebração carnavalesca que exalta a cultura indígena do Amazonas no ritmo das toadas de Boi bumbá do Folclore amazonense.
E retornando ao Rio de Janeiro, vamos ao sambódromo, a Marquês de Sapucaí onde o desfile das escolas de samba fazem a emoção aflorar num rio de fantasia, onde o povo vibra em um só ritmo. Ao final do desfile mostraremos a superação da nossa brava gente brasileira através da folia. E porque não a folia virtual? Em tempos de distanciamento social os amantes do carnaval encontram seu lugar para manter acesa a chama da festa e da tradição.

O samba que será cantado por Cláudio Mattos será feito por encomenda.

Comentários do Facebook