Comigo Ninguém Pode traz a vida de Pelé pra sua estreia.

A escola vem driblando as adversidades da vida e pra provar que nada é impossível, conta a vida dentro e fora dos campos, do maior jogador de futebol de todos os tempos.
Conversamos com o presidente Miguel sobre as expectativas dessa jogada de mestre, vejam:

1- Porquê a escola escolheu esse enredo?

Foi nossa primeira opção de enredo, escolhemos pois é um enredo de superação, garra e de dizer que nada é impossível, não tem como não falar de um craque como Pelé.

2- Como será desenvolvido na passarela João Jorge 30? (Ficha técnica, alas, alegorias, casais e afins)

Queremos mostrar nas alas e nas alegorias a trajetória do rei Pelé, a vida pessoal dele, e a fama fora dos campos ( da pobreza até a famosidade) e suas conquistas.

3- Qual a motivação da escola em busca do título?

Mostrar para todos na passarela virtual que como na vida do grande rei Pelé NADA É IMPOSSÍVEL. Queremos este título pois uma homenagem a um rei do futebol é excepcional, e ele é o nosso pontinho principal neste carnaval.

4- O que os espectadores podem esperar da escola em 2020?

Podem esperar um desfile alegre com muita superação e um desfile colorido não tem como não se emocionar com esse desfile.

5- Como será feita a escolha do samba?

Encomenda

6- Considerações finais

Pode apostar vamos estreia com chave de ouro, pode esperar que a Comigo Ninguém pode vai arrebentar, a nossa agremiação agradece a LIESV.

Confira a sinopse:

Edson Arantes do Nascimento nasceu em 23 de outubro de 1940 em Três Corações, Minas Gerais, Brasil, sendo filho do jogador do Fluminense João Ramos do Nascimento, mais conhecido como Dondinho, e Celeste Arantes. É o mais velho de dois irmãos. Pelé recebeu seu primeiro nome em homenagem ao inventor estadunidense Thomas Edison. Ele foi originalmente apelidado de “Dico” por sua família. Edson recebeu o apelido “Pelé” durante seu tempo de escola por conta da forma que pronunciava o nome de seu jogador favorito, o goleiro Bilé do Vasco da Gama, o qual falava de forma equivocada e, quanto mais se queixava, mais o nome pegava. Em sua autobiografia, Pelé afirmou que não tinha ideia do que o nome significava, nem seus velhos amigos. Além da afirmação de que o nome é derivado de Bilé, e que significa “milagre” em hebreu (פֶּ֫לֶא), a palavra não tem nenhum significado em português.

Pelé cresceu na pobreza, em Bauru, no estado de São Paulo. Ele ganhava dinheiro extra trabalhando em lojas de chá. Ensinado a jogar futebol pelo seu pai, não tinha dinheiro para comprar uma bola de futebol adequada, e geralmente jogava com uma meia recheada com jornal e amarrada com uma corda ou ainda jogava com uma toranja. Jogou por várias equipes amadoras em sua juventude, incluindo Sete de Setembro, Canto do Rio, São Paulinho e Amériquinha. Pelé levou o Bauru Atlético Clube juniores (cujo técnico era Waldemar de Brito) para dois campeonatos de juventude de São Paulo.

Em meados da adolescência, jogou por uma equipe de futebol de salão chamada Radium. O futebol de salão tinha acabado de se tornar popular em Bauru quando Pelé começou a jogar. Ele fez parte da primeira competição de futsal na região. Pelé e sua equipe ganharam o primeiro campeonato e vários outros. Depois de Pelé passar por esses times, Brito levou Pelé para a cidade de Santos para experimentar jogar para o time profissional Santos Futebol Clube, dizendo à administração do Santos que o jovem de 15 anos seria “o maior jogador de futebol do mundo.” No Santos Pelé marcou a maca de 1091 gols pelo clube, ele também ganho copa libertadores, O primeiro jogo de Pelé pela Seleção Brasileira foi em uma derrota por 2 a 1 contra a Argentina, em 7 de julho de 1957, no Maracanã. Naquela partida, ele marcou seu primeiro gol pelo Brasil aos 16 anos e nove meses, sendo o jogador mais jovem a realizar tal feito. O craque levou o Brasil a conquistar 3 copas do mundo, 1 copa América e até hj pelé é o grande recordista da seleção com 77 gols. Após a temporada de 1974 (19ª com o Santos), Pelé se aposentou de clubes brasileiros, embora tenha continuado a jogar ocasionalmente pelo Santos em partidas oficiais competitivas. Dois anos mais tarde, ele saiu de sua semi-aposentadoria para assinar com o New York Cosmos, da North American Soccer League (dos Estados Unidos) para a temporada de 1975. Apesar de já ter passado bastante de sua melhor fase, Pelé foi creditado com o aumento significativo da sensibilização e do interesse do público no esporte nos Estados Unidos. Durante sua primeira aparição pública em Boston, ele foi ferido por uma multidão de fãs que o cercaram e fora evacuado em uma maca. Pelé estreou no Cosmos em 15 de junho de 1975 contra o Dallas Tornado no Downing Stadium.

Em 1994, Pelé foi nomeado Embaixador da Boa Vontade da UNESCO. Em 1995, o presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso o nomeou para o cargo de Ministro do Esporte. Durante esse período, ele propôs uma legislação para reduzir a corrupção no futebol brasileiro, que ficou conhecida como “Lei Pelé”. Ele deixou o cargo em 2001 depois de ser acusado de envolvimento em um escândalo de corrupção que roubou 700 mil dólares da UNICEF. Foi alegado que o dinheiro dado à empresa de Pelé para uma partida beneficente não foi devolvido após o cancelamento, apesar de nada ter sido provado e ter sido negado pela UNICEF. Em 1997, ele recebeu o título honorário de Cavaleiro do Império Britânico da rainha Isabel II em uma investidura no Palácio de Buckingham. Pelé também ajudou a inaugurar a final da Copa do Mundo FIFA de 2006, ao lado da supermodelo Claudia Schiffer. Em 1994, Pelé publicou várias autobiografias, estrelou em documentários e compôs peças musicais, incluindo a trilha sonora do filme Pelé, em 1977. Ele apareceu no filme Fuga para a Vitória, de 1981, sobre uma partida de futebol durante a Segunda Guerra Mundial entre prisioneiros de guerra aliados e um time alemão. Ele estrelou ao lado de outros jogadores das décadas de 1960 e 1970, com os atores Michael Caine e Sylvester Stallone. Em 1969, Pelé estrelou uma telenovela chamada Os Estranhos, sobre o primeiro contato com alienígenas. Foi feita por conta do interesse nas Missões Apollo. Em 2001, teve uma participação especial no filme satírico, Mike Bassett: England Manager.

Em 21 de fevereiro de 1966, Pelé se casou com Rosemeri dos Reis Cholbi. Eles tiveram duas filhas e um filho: Kelly Cristina (nascida em 13 de janeiro de 1967), Jennifer (1978) e Edson, mais conhecido como Edinho (27 de agosto de 1970). O casal se divorciou em 1982. Em maio de 2014, Edinho foi preso e condenado a 33 anos por lavagem de dinheiro e narcotráfico. No recurso, a sentença foi reduzida para 12 anos e 10 meses. De 1981 a 1986, Pelé esteve romanticamente ligado à apresentadora de TV Xuxa e foi influente no lançamento de sua carreira. Ela tinha 17 anos quando começaram a namorar. Em abril de 1994, ele se casou com a psicóloga e cantora gospel Assíria Lemos Seixas, que deu à luz no dia 28 de setembro de 1996 aos gêmeos Joshua e Celeste através de tratamentos de fertilidade. O casal se divorciou em 2008.

Pelé teve pelo menos mais dois filhos de antigos relacionamentos. Sandra Machado, que nasceu de um caso que o jogador teve em 1964 com uma empregada doméstica, Anizia Machado, lutou durante anos para ser reconhecida por ele, que se recusou a se submeter a testes de DNA. Embora tenha sido reconhecida pelos tribunais como sua filha biológica com base em evidências de DNA em 1993, Pelé nunca reconheceu sua filha mais velha, mesmo depois de sua morte em 2006, nem seus dois filhos, Octavio e Gabriel. Ele também teve outra filha, Flávia Kurtz, em um caso extraconjugal em 1968 com a jornalista Lenita Kurtz. Flávia foi reconhecida por ele como sua filha.

Aos 73 anos, Pelé anunciou sua intenção de se casar com Marcia Aoki, de 41 anos, importadora de equipamentos médicos nipo-brasileiros de Penápolis, São Paulo, com quem vinha namorando desde 2010. Eles se conheceram em meados da década de 1980 em Nova Iorque, antes de se encontrarem novamente em 2008. Eles se casaram em julho de 2016.

Esta é uma merecida homenagem ao melhor jogador do mundo ontem hoje e sempre.

Autores: Alexndre Alvarez e Miguel Lemos

Comentários do Facebook