“Temos esperança na vitória” – Favela abre o jogo e promete um carnaval alegre falando sobre os 120 anos do Morro da Providência!

O carnavalesco da Favela, Anderson Evaristo falou com a gente sobre o projeto da escola para 2017.

Continuando com a série de matérias pré-carnaval, hoje é a vez da G.R.E.S.V Favela! A escola sediada no Morro da Providência, fará uma homenagem ao seu lugar-sede com o enredo “120 anos providentes: Hoje a Favela conta a história do Morro da Providência onde um povo excluído conquistou diversos mundos” a escola pretende alcançar o Grupo de Acesso A em 2018.

O carnavalesco Anderson Evaristo abre seu barracão e conversa com Gabriel Gregório sobre expectativas e tudo que a Favela mostrará em poucos dias.

– Pra começar, me conta: qual é o projeto da Favela pro Carnaval 2017?

“Bom, o projeto foi iniciado ano passado com um enredo em homenagem aos 120 anos da comunidade de Providência no Rio de Janeiro, local onde está localizado a agremiação. Com esse enredo pretendemos mostrar pra nossos amigos sambistas a importância desse local que foi essencial para a evolução da cidade.”

– Certo, um enredo super contemporâneo. Como foi essa decisão de “ah, nós vamos falar de 120 anos da comunidade de Providência”? Foi decisão unânime?

“Foi uma decisão unânime, o presidente deu alguns temas e esse foi o que mais nos cativou, foi um enredo que conseguimos ver o desfile nele, cada ala e cada alegoria. Além de ser um tema de vasto valor cultural”.

Recorte uma fantasia da ala das baianas, aparentemente. Foto: Anderson Evaristo. Reprodução: LIESV

– Como a escola vai contar esse enredo sobre o Morro da Providência?

“Vamos dividir em dois setores:  No primeiro iremos falar sobre o surgimento, sobre a urbanização carioca na época, sobre os soldados que vieram de Canudos pra ajudar na construção da primeira favela do Rio e provar que a violência não venceu a honestidade desse povo. No segundo setor iremos falar de suas conquistas, além da casa amarela, importante polo cultural que veio trazer mais ação social a Providência, também iremos contar sobre a Favelarte uma grande exposição feita por Maurício Hora que fez o Morro da Providência ser reconhecido internacionalmente. Por fim, iremos fechar o desfile comemorando os seus 120 anos de existência”.

– Então houve outras ideias? Quais foram e elas podem ser aproveitadas futuramente?

“Na verdade pelo que tudo indica, iremos aproveitar (o enredo) no próximo ano sim. Não sei se serei o carnavalesco no próximo ano, mais creio que a escola já tem tema pra 2018”.

Como você se sente em relação a ser o carnavalesco do desfile de estreia da Favela?

“É uma honra, meu primeiro carnaval pela G.R.E.S.V Favela e minha estreia na LIESV. Orgulho imenso mesmo. Dizem que a LIESV é a porta de entrada para uma carreira para todos os carnavalescos, espero que eu tenha essa sorte também”.

– Durante o desenvolvimento do Carnaval 2017, a escola teve alguma dificuldade?

“Não, até que foi bem tranquilo, conseguimos fazer tudo dentro do prazo. Foi tudo bem pensado”.

– A escola adotou alguma estratégia para alcançar o Acesso A?

“Então, temos esperança na vitória. Estratégia mesmo não adotamos nenhuma, acho que só o fato de não passar sufoco perto do dia do desfile e termos uma boa harmonia entre os diretores já é uma boa estratégia. E que vença a melhor!”.

– Pra terminar, o que podemos esperar de Favela na avenida?

Um desfile com muita alegria. Uma verdadeira comemoração em plena avenida

 

A Favela desfila na sexta-feira dia 18/08. Confira aqui a sinopse da agremiação.

Para conhecer a LIESV acesse o nosso site clicando aqui. Curta a nossa FanPage no Facebook e faça parte do nosso grupo também no Facebook.




Comentários do Facebook