Série Histórias das Escolas- Fazendo Arti

Continuando a série “Histórias das Escolas”, vamos falar da Fazendo Arti, escola do Grupo Especial e que espera dar a volta por cima depois do penúltimo lugar no Carnaval passado. Conheça a história da escola nas palavras do presidente Tiago Santos Barros e do diretor de carnaval André Cardoso.

Por que a Fazendo Arti surgiu?

“A Fazendo Arti foi criada por amor ao carnaval. É a realização de um sonho do presidente Tiago de ter uma escola de samba, que esperamos que um dia se torne realidade também no Carnaval Real.”

A origem do nome: ” O nome Fazendo Arti veio da empresa de entretenimentos do presidente da escola, bastante ligada ao mundo do samba, localizada em São Paulo. Também é a síntese de tudo aquilo que gostamos de fazer na avenida virtual.”

Sobre as cores: ” As cores da escola são uma homenagem à escola Leandro de Itaquera, que hoje disputa o grupo de acesso do carnaval paulistano. Quando a Fazendo Arti foi fundada, éramos vizinhos, pois nos localizávamos no mesmo bairro. Daí a homenagem.”

Sobre o esquilo ser o símbolo da escola: ” A figura do esquilo é lúdica, transmite alegria, bondade, mas também é o simbolo do planejamento, da persistência… e é isso que gostamos de transmitir a cada carnaval: a alegria de mais um ano poder mostrar nosso samba. E o esquilo da Fazendo Arti é um batuqueiro nato, o nosso símbolo maior está eternizado no pavilhão da escola e sempre estará.”

 

Comentários do Facebook