Paraíso da Folia apresentará um conto das Arábias

12483650_995074020575437_1888181296_n

Um Conto das Mil e Uma Noites – Lawrence da Arábia

Autor: Thiago Meiners

Enfim, é noite. A rainha Xerazade se prepara cuidadosamente para contar mais uma de suas mil e uma histórias. O rei está pronto para ouvir, ansioso, esperando mais uma noite mágica, de sonhos e fantasias, assim como, as fascinantes histórias já contadas por sua rainha. Relembrando Alladin e o tapete voador, o faquir, a lâmpada maravilhosa, Simbad, entre outras…

Dessa vez, a história de Xerazade ultrapassa o mundo imaginário e cai no mundo real, onde laços de amizade culturais podem ser a força mais importante para a construção de um povo.

A saga começa no árido deserto, onde camelos e beduínos se tornam um só e o sol escaldante torna-se inimigo ou aliado… A Inglaterra, seguindo seus interesses (a manutenção da guarda no canal de Suez – onde manteria o controle da principal rota comercial entre o ocidente e o oriente) envia o seu mais “louco” soldado, no qual sua inteligência ultrapassava os limites da sua época.

Lawrence parte para o deserto a fim de tratar de problemas políticos ingleses (o conflito da formação da Arábia, onde uma guerra entre tribos árabes e os turcos dificultava o domínio inglês naquelas terras), porém, como grande estudioso, se encanta e se envolve com a cultura.

Durante sua passagem são construídos laços e aprendizados culturais. O poderio e a organização estratégica do exército árabe, o entendimento religioso e de irmandade, o conhecimento geográfico, a honra, o patriotismo e o amor são reforçados.

Nosso herói se torna um “árabe inglês”, “uma parte deles” e reconstrói um povo a beira da ruína. Foram inúmeras batalhas, guerras, derrotas, vitórias, mas o povo superou tudo graças a sua engenhosidade.

Mal sabia Lawrence que sua luta não tinha terminado. No cenário atual são bombas explodindo, atentados terroristas e tudo por conta do passado. É hora de novos heróis surgirem pra mudar o mundo e unir os povos. Que o mundo sobreviva e para isso, precisamos do povo. O Paraíso da Folia clama pela paz e pela união.

SETORIZAÇÃO

Setor 1 – O mundo mágico das Mil e Umas Noites
Setor 2 – A Revelação da Arábia e os Segredos do Deserto
Setor 3 – Lawrence
Setor 4 – A Arábia em Formação de Guerra – O Reino
Setor 5 – Guerras e Conquistas
Setor 6 – O Passado e o Presente em Contraste e Um Futuro de Paz e União

REGRAS PRO CONCURSO DE SAMBA-ENREDO:

– Leia a sinopse (acima);

– O compositor poderá enviar quantos sambas quiser, seja solo ou em parceria;

– A gravação pode ser à capella (só com voz) ou com bateria de fundo e deve ter no mínimo uma passada completa;

– A Paraíso recomenda aos compositores que façam o samba com total liberdade para construir a obra seguindo seus estilos;

– Os sambas devem ser enviados em mp3 ou wma para o Presidente da Paraíso, João Salles Neto pelo e-mail: debrea_jsn@hotmail.com;

– O Presidente da escola é que ficará a cargo de repassar as obras para os demais integrantes da escola, portanto só serão consideradas validas as obras enviadas a ele;

– Qualquer dúvida, entrar em contato com o presidente da escola, João Salles Neto (através do e-mail: debrea_jsn@hotmail.com);

– A escola recebe sambas até às 23h59min do dia 06 de fevereiro de 2016. Todos os sambas-enredo concorrentes serão divulgados no Sambario e no Portal LIESV – Carnaval Virtual nos dias posteriores a data final de entrega. O vencedor será divulgado no dia 20 de fevereiro.

– Mensagem da diretoria da Paraíso da Folia para os compositores: Não se prendam a detalhes da sinopse. Queremos um samba emocional. Liberte sua imaginação e sua inspiração. TODOS os sambas serão regravados por uma pessoa definida pela direção da escola para igualar todos os concorrentes. Os sambas REGRAVADOS serão divulgados junto com as versões enviadas pelos compositores.

Comentários do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *