Imperatriz Ludovicense aposta em Carybé para se firmar no Especial e surpreender

A ideia é apresentar um espetáculo para o público, a colocação é consequência!

Atual campeã do Grupo de Acesso, a Imperatriz Ludovicense promete fazer um grande desfile e surpreender o público mais uma vez. Com o objetivo de garantir a vaga no Especial 2018, a agremiação aposta na calma e garante que pretende dar um passo de cada vez. Conversamos com o presidente Marcelo Ferreira. Confira a entrevista:

Qual é o projeto da Imperatriz para o Carnaval 2017?
O projeto da escola é se firmar no grupo especial e surpreender o público como no carnaval passado.

O que levou a escola a aceitar esse projeto?
A escola apostou em uma proposta diferenciada mas com uma base e um grupo experiente na folia virtual

Houve outras ideias de enredo? Quais? Se sim, vão ser aproveitadas no futuro?
Houve, guardaremos para projetos futuros !

Qual foi a inspiração para “Axé, Carybé, Axé”?
Foi escolhido por ser um tema pouco explorado mas com grande potencial e de um alto cunho cultural e carnavalesco.

A Imperatriz vem de um campeonato no Grupo de Acesso em 2016. Como é o sentimento da escola em estar entrando num grupo de elite?
Temos um grupo acostumado a lidar com a “pressão” de um grupo especial, a Imperatriz é nova no mundo virtual, mas nós integrantes não. Eu já venci o grupo especial sendo presidente da Bohemios samba club, Leandro kfe teve grandes desfiles na co irmã amigos do samba, Cleiton estudante da belas artes componente da foliões e já teve enredo desenvolvido em escola do grupo de acesso do carnaval paulistano (barroca zona sul), então estamos confiantes e tranquilos com o trabalho desenvolvido. Mas deixo aqui frizado um passo de cada vez a ideia é apresentar um espetáculo para o público a colocação é consequência!

A Imperatriz será a segunda escola a desfilar na segunda noite de desfiles do grupo especial. É a posição desejada pela escola? Favorece ou desfavorece?
Ano passado abrimos o acesso e ganhamos o título, provando que posição não influencia em nada, somos tranquilos em relação a isso!!

Pra terminar, pode nos ceder um pedacinho do barracão da escola?!
Vamos ceder sim , Sábado no desfile .            

           

Conversamos também com Cleiton Almeida, carnavalesco que assumiu a escola no meio do processo do Carnaval Virtual 2017 substituindo Leandro Ramos:

Como foi o desenvolvimento desse carnaval?
Eu aceitei dar continuidade ao carnaval da Ludovicense, primeiramente, por causa do enredo. Já tinha uma admiração por Carybé e quis me desafiar. O desenvolvimento foi muito enriquecedor devido às pesquisas para complementar o material que já estava pronto.

Houve alguma dificuldade durante o processo do Carnaval 2017?
Muitas dificuldades! Várias! Primeiramente, é bem complicado pegar um enredo fechado, que já tem um samba oficial. Tive dificuldades com a linha escolhida, senti falta da liberdade em montar a história conforme meu gosto pessoal. Além disso, o tema mais voltado à cultura afro me deu trabalho, pois não conhecia quase nada sobre. O tempo também foi um vilão, pois com a faculdade integral e os trabalhos paralelos, só tive tempo de me dedicar à escola nas duas semanas de férias. Infelizmente, não consegui fazer o que tinha imaginado quando aceitei participar da escola.

O que podemos esperar de Imperatriz Ludovicense na avenida em 2017?
Podem esperar uma escola leve, colorida, compactada, feliz e dançante. Nosso samba ao vivo vai levantar a avenida e nosso conjunto plástico está muito agradável.

 

A Imperatriz Ludovicense é a segunda agremiação a desfilar logo mais à noite. A transmissão começa às 20:30Confira aqui a sinopse da agremiação.

Para conhecer a LIESV acesse o nosso site clicando aqui. Curta a nossa FanPage no Facebook e faça parte do nosso grupo também no Facebook.




Comentários do Facebook