Conheça o enredo da Ases Imperial para o Carnaval Virtual 2019

A Ases Imperial lançou seu enredo para o Carnaval Virtual 2019. A agremiação que acabou sendo prejudicada no desfile desse ano por causa do abandono do carnavalesco, conseguiu renovar a sua equipe e vem com tudo para tentar o acesso no próximo carnaval. A escola vai apresentar no Grupo de Acesso B em 2019 o enredo “Em nome da fé, bem vindo a idade média” de autoria de Felipe Dinis. O presidente André Rangel também anunciou a contratação do carnavalesco Gabriel Borba e do intérprete Chitão Martins, que vem para substituir o Nilson Valentim, que acabou falecendo nos últimos dias.

Depois de uma estréia sofrida, quando a uma semana do desfile, o ex-carnavalesco abandonou a escola levando todo material do desfile, causando uma força tarefa entre amigos que fizeram a escola ter um desfile digno, a escola ainda sofreu uma baixa indescritível, com a morte do intérprete da escola, Nilson Valentim. Com tanto sofrimento a escola vem com renovações buscando a briga pelo titulo, trazendo de volta à LIESV, o carnavalesco Gabriel Borba e o enredista campeão Felipe Dinis, além do interprete Chitão Martins. – comentou André

Esse enredo era um desejo do presidente André Rangel, que também é carnavalesco no carnaval real, mas decidiu que fosse desenvolvido no virtual, por ter uma liberdade maior pra abranger alguns pontos de vistas, por se tratar de um enredo sobre a inquisição, e a não proliferação do amor pelas igrejas. Enredo de fácil entendimento, a sinopse muito bem desenvolvida.




Confira abaixo a Sinopse na íntegra.

Em nome da fé, bem vindo a idade média

“A tolerância é sempre um indício de que um poder é visto como seguro; quando se sente em perigo, nasce sempre a pretensão de ser absoluto; nasce, portanto, a falsidade, o direito divino do seu privilégio, a inquisição.”

 

Primeiro Setor – Tribunal de Deus.

Era um tempo sombrio, onde se via a face dos que se julgavam acima do bem e do mau, de forma tenebrosa. Estamos falando de um tempo em que o sol prostrou – se  no horizonte e adormeceu, por quase seis séculos, revelando a fraca luz do luar , foi o tempo em que Deus questionou sua criação…

Neste tempo, grandes muralhas e grandes exércitos,emolduravam a paisagem, conquistar territórios e avançar ,era fundamental,  as imortais planícies europeias , eram constantemente encharcadas com sangue de guerreiros, que cegos por seus ideais , iam de encontro com a morte , defendendo o seu senhor.

Reis e nobres que tinham acima de sua cabeça , a coroa e acima da coroa, apenas a igreja era capaz de salvar almas e reprimir ao males da vida. Tal santidade, exigia tributos, e aos vilarejos e cidades, trabalho e miséria.

Fome, doenças e pragas assolavam as plantações. Era a mão do criador pesando sobe o não pagamento de impostos a coroa, que devidamente abençoada , teria o apoio do clero e do santo Papa , garantindo ao monarca o gozo e desfruto das delicias do paraíso.

Perguntas não eram permitidas, questionar … Jamais.

Mas nem toda a escuridão é tão profunda quanto o abismo do inferno, que mesmo enterrado sobe o solo sagrado da humanidade, recebe a luz do fogo, iluminando os espíritos mais sombrios ali guardados.

Perguntas surgiram, duvidas precisavam de respostas, e a cada pergunta calada, novas indagações ganhavam vida, era preciso parar de questionar, era preciso frear o pensamento, a redescoberta da luz, poderia gerar o caos do próprio caos , desgovernando e alimentando uma possível evolução intelectual e espiritual, na qual grandes nobres e grandes poderes religiosos seriam prejudicados.

Desperta o grande martelo, símbolo do jure, símbolo de decisões , a cada batida na mesa uma alma era ceifada em nome da fé .

E contra tudo e contra todos que contestassem a divina palavra escrita em um santo livro , interpretada até então de forma obscura por seus sagrados sacerdotes guardiões entrava tristemente em cena a Santa Inquisição.

Um grande tribunal, que em nome do pai, decidia quem vivia ou quem “seria purificado “ com o preço da vida em fogueiras , gerando um espetáculo escandaloso e aberto ao publico, como exemplo das chagas que os questionamentos poderiam levar.

Em nome do filho, a defesa era concedida, mas de nada adiantava a palavra de um condenado, a esta altura jaz visto por seus inquisidores, como um pequeno obstáculo a ser detido.

E no Espírito Santo, a salvação da fé após a purificação de um condenado por questionar , salvo por não obter respostas, salvo por se calar eternamente , salvo em nome de poderosos e cruéis ditadores da igreja que após o ultimo suspiro do condenado , o enviam para o lado de Deus, fechando os ritos ali propostos com um suntuoso e aliviado… Amém.

 

Segundo Setor –  As decisões da fé.

“Não me sinto obrigado a acreditar que o mesmo Deus que nos dotou de sentidos, razão e intelecto, pretenda que não os utilizemos.”

Galileu Galilei

E assim caminhou a humanidade, e assim foram feitas as suas escolhas. Dentre tantos caminhos a “era medieval” nos alastrou a insegurança e ao padrão único pregado por alguém. Muitos morreram, muitos se esconderam.

Relembrem aqueles que gritaram, é hora de despertar aqueles que foram ouvidos, que fizeram de suas vozes , um instrumento de alerta para o tenebroso caminho trilhado , não se esqueçam destes nomes.

A Ciência e a sabedoria de Giordano Bruno, que teve seus livros proibidos por ir contra a Igreja Católica, o simples ato de ler um de seus livros condenava uma pessoa a morte, como ele mesmo foi condenado pela Santa Inquisição.

A Grande estrategista mulher, comandante de tropas e exércitos que se passou por homem, libertando o povo Frances dos Ingleses. Joana D’arc , foi queimada viva aos 19 anos, apenas por ser mulher e tomar decisões refrentes a homens.

A mentira , foi a salvação do astrônomo italiano Galileu Galilei, que afirmou publicamente que a terra girava em torno do sol. Para escapar da morte ele negou a informação perante o tribunal, sendo poupado e continuando assim a trabalhar ao lado da ciência.

Perseguido e preso, acusado de praticar a magia, Roger Bacon, era um filósofo inglês e frade franciscano, que deu ênfase no estudo da natureza.

Traduzir a sagrada bíblia para o inglês,foi o grande erro de Wiliian Tyndade , que passou a defender a reforma protestante , se tornando um defensor da heresia. Foi queimado na Fogueira em 1536.

Foi este o caminho escolhido pela fé ?

Sim foi, e por muitos anos , o medo tomou conta de artistas, pensadores e filósofos. Cientistas não poderiam terminar uma equação que o resultado fosse alem das crenças pregadas por vossa santidade. E assim o que deus plantou germinou. Estaria ele orgulhoso de sua criação ? Ou teria a sua criação vergonha de um dia encontrar o grande pai celestial e encara-lo nos olhos ?  Como um dia disse Jesus Cristo. Perdoai Pai, eles não sabem o que fazem.

 

Terceiro Setor – Em nome do pai e do filho pedimos, Perdão a humanidade.

“Erros cometidos a serviço da verdade por meio do uso de métodos que não têm relação com a palavra do Senhor”.

Papa João Pàulo II

Seria mesmo o bastante ?

Seria mesmo o suficiente ?

Reconhecer um erro é sinal de amadurecimento, não que isso desfaça as mazelas e os estragos do passado, não que isso traga vidas de volta.

Mas é o caminho inicial para um mundo melhor.

A humanidade esta cheia de erros ao longo de sua história, ornamentada de períodos trevosos que envergonham e deixaram cicatrizes e feridas que se abrem a todo o momento.

Basta de tanto ódio , basta de tanta discriminação. Deus é um, os caminhos que os levam a ele são vários.

Diga o seu amém ou o seu axé, que com amor de dedicação ele ira te ouvir.

Assim como o mundo gira, o tempo é implacável em sua construção de sabedoria e discernimento de certo e errado, a humanidade não é o centro do universo, mas é o eixo principal de evolução do planeta terra.

Em que mundo estamos vivento nos dias de hoje, onde uma igreja pede o perdão pelos seus pecados e outra igreja invade um terreiro de umbanda profetizando uma fé que não os pertence ?

Tolerância?

O que significa o caminho cristão tão fielmente pregado ?

O que significa o amor ao próximo se o ato de amar exige regras e condutas singulares? O amor é medido por um padrão social e ideológico ?

Não. O amor é o sentimento mais belo de todos nós, o ato de amar alguém não ira ser distinguido por cores ou sexo. Deixem o amor tomar conta de cada um, deixem as pessoas serem felizes a sua maneira.

Já chega, já basta de regras de deveres, vivemos hoje uma inquisição imposta por religiões e não apenas por uma igreja, não que hoje em dia queimem alguém na fogueira, mas queimam a alma e o sentimento interno das pessoas.

Queremos luz, queremos paz, e que o amor dentro de cada um seja a verdadeira chama que possa incendiar nossos corpos , de dentro para fora , tornando o mundo a imagem e semelhança do homem que deu a sua vida por todos nós, e que em sua trajetória física no planeta terra, não fez outra coisa a não ser pregar o amor ao seu semelhante.

Felipe Diniz Marinho
Enredista e Pesquisador

A escola vai lançar oficialmente o concurso do samba no dia 20 de novembro. Mas os compositores já podem ir estudando a sinopse

Para conhecer a LIESV acesse o nosso site clicando aqui. Curta a nossa FanPage no Facebook e faça parte do nosso grupo também no Facebook. Entre no nosso Chat do WhatsApp.




Comentários do Facebook